Notícias » Arqueologia

Parte de importante aqueduto romano é encontrado na Holanda, afirmam arqueólogos

A estrutura militar foi uma relevante construção do Império Romano e chegou a abastecer milhares de casas no passado

Alana Sousa Publicado em 02/06/2020, às 13h45

Parte do aqueduto romano encontrado na Holanda
Parte do aqueduto romano encontrado na Holanda - Divulgação

Em um canteiro de obras no município de Nijmegen, na Holanda, arqueólogos encontraram parte de um aqueduto romano no qual uma longa rota de água fora estabelecida durante o Império Romano. A descoberta prova uma tese de anos: de que o local holandês era, de fato, uma importante lacuna da infraestrutura militar do governo de Roma.

“Os arqueólogos interpretam isso como restos de uma caixa de madeira ou sarjeta através da qual a água corria. Vestígios foram documentados e várias amostras foram coletadas para uma investigação mais aprofundada”, escreveu a equipe local em comunicado.

Escavação que encontrou o aqueduto / Crédito: Divulgação

 

Ainda não há dados disponíveis sobre a estrutura encontrada, mas sabe-se que ela se estendia por cinco quilômetros, chegando a ter uma parte localizada em Berg-en-Dal, no nordeste da África do Sul. A importância do aqueduto é evidente, dizem os especialistas. Acredita-se que, no passado, a região era coberta por vales, represas e calhas de madeira — que desapareceram com o tempo.

A água tinha como destino um acampamento de soldados romanos, que possuía cerca de 5 mil homens. Além de milhares de moradores do bairro de Hunnerberg, que também utilizavam da água potável.

O aqueduto romano foi um dos locais militares indicados pela UNESCO para ser reconhecido como Patrimônio Mundial. A decisão deverá ser tomada em meados de 2021, a estrutura é o único aqueduto conhecido na Holanda.