Notícias » Brasil

Participante do BBB tenta justificar escravidão

A sister Natália Deodato fez uma declaração polêmica durante conversa com outros participantes

Redação Publicado em 18/01/2022, às 08h15 - Atualizado às 09h35

Representação de escravos em navio negreiro
Representação de escravos em navio negreiro - Domínio Público/ Creative Commons/ Wikimedia Commons

O Big Brother Brasil teve estreia ontem, 17, e já foi palco de uma grande polêmica, protagonizada pela modelo e designer de unhas Natália Deodato, de 22 anos. Ela conversava com outros participantes sobre racismo quando fez uma declaração controversa.

"Sou preta, realmente tem a história que a gente veio e viemos como escravos, sim. Por quê? Porque a gente era eficiente, porque a gente era forte", disse a sister, sentada à mesa. "A gente era bom no que fazia. Se colocasse talvez uma pessoa lá pra fazer, não conseguiria", finalizou Natália.

Após a fala, muitos internautas criticaram o posicionamento da modelo. “Segundo a bbb Natália, a solução pro racismo é a pessoa negra que sofre racismo não reclamar e se curar”, dizia um dos comentários. 

Moradora de Belo Horizonte, a participante que foi apresentada aos brasileiros na última sexta-feira, 14, afirma ter começado a trabalhar aos nove anos de idade. Segundo o UOL, na mesma época, descobriu ter vitiligo, doença autoimune que provoca a despigmentação da pele.

"Tenho 22 anos e já vivi muitas coisas que uma mulher de 30 não viveu. Nada na minha vida foi fácil, sempre foi difícil, mas no final dava certo", disse Natália.