Notícias » Crimes

Pastor suspeito de abusar sexualmente de criança de 5 anos obtém prisão preventiva

Segundo as autoridades, o líder evangélico ainda teria feito ao menos outras duas vítimas em Londrina, no Paraná

Giovanna Gomes Publicado em 09/01/2021, às 12h30

Foto meramente ilustrativa sobre abuso de menores
Foto meramente ilustrativa sobre abuso de menores - Divulgaçao/Pixabay

Um pastor evangélico de 64 anos, cuja identidade não foi revelada, foi preso preventivamente neste sábado, 9, após uma denúncia de estupro de vulnerável. O caso ocorreu em Londrina, no Paraná, e a vítima seria uma criança de 5 anos. O homem, que é suspeito de outros dois estupros, foi encaminhado ao Departamento Penitenciário. 

"A denúncia contra ele surgiu a partir da genitora da criança. Este homem tinha bastante acesso a ela, dentro de um contexto familiar", declarou Lívia Pini, delegada do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente de Londrina, em entrevista ao UOL.

Na investigação do caso, as declarações da criança foram consideradas. "Nós levamos muito em conta a coerência deste depoimento. Essas entrevistas são conduzidas por uma psicóloga e uma assistente social", explicou Lívia.

A delegada ainda informou que outros relatos foram incorporados ao pedido de prisão preventiva. "Uma vizinha deste homem ficou sabendo da denúncia e quis confirmá-la, pois havia passado por episódio parecido de violência sexual. Como este crime aconteceu há mais de 30 anos, ele está prescrito, mas ela é uma testemunha relevante, pois corrobora a veracidade do depoimento da criança", afirmou.

Segundo a oficial, haveria ainda uma terceira vítima do agressor. Nenhuma delas delas sofreu o abuso dentro da igreja, mas sim no ambiente familiar. A previsão é que o inquérito seja finalizado em dez dias e, depois, seja encaminhado ao Ministério Público.