Notícias » Entretenimento

"É onde você vai para morrer": Paul McCartney recusa ideia de fazer shows fixos em Las Vegas

Outros grandes artistas já fizeram residências, como Elvis Presley, mas o Beatle afirma ter evitado isso a vida toda

Caio Tortamano Publicado em 06/08/2020, às 15h20

Paul McCartney durante show em 2018
Paul McCartney durante show em 2018 - Wikimedia Commons

Em entrevista para a GQ, o lendário baixista dos Beatles, Paul McCartney, afirmou que nunca em sua vida iria realizar as chamadas residências na cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos. Para o britânico, isso mostra a decadência dos artistas, “é para lá que eles vão quando morrem”, afirmou o músico de 78 anos.

Residências são quando artistas fixam uma série de shows em um local específico na cidade, algo já feito anteriormente por cantores de renome como Elton John, no renomado cassino e hotel Caesars Palace, a banda Aerosmith e até mesmo Elvis Presley — que depois de passar 7 anos longe dos palcos fez 636 shows consecutivos em um só hotel, com duas mil pessoas por noite.

De acordo com a Rolling Stone, a justificativa — justa — de McCartney é por ser a ideia ser algo que vem tentando evitar por toda a sua vida. Ele disse: “nada me atrai na ideia. Vegas é onde você vai para morrer, não é? É o cemitério de elefantes”. Paul frequentemente realiza turnês pelo mundo, enchendo estádios e gigantescas casas de show.

Além disso, quando questionado sobre fazer uma série de apresentações na Broadway, em Nova York,  McCartney também se mostrou relutante. Isso acontece porque o cantor Bruce Springsteen tem feito recentemente apresentações do tipo na rua famosa por seus teatros. McCartney não fazer o mesmo para não ser acusado de estar copiando o artista.