Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Paul McCartney

Paul McCartney relembra falas de John Lennon após saída da banda: 'Os Beatles eram uma porcaria’

Ex-beatle contou em livro como o ex-colega de banda “ficou desagradável” depois de deixar o grupo

Redação Publicado em 18/07/2022, às 09h39

John Lennon e Paul McCartney em 1960 - Getty Images
John Lennon e Paul McCartney em 1960 - Getty Images

Segundo Paul McCartney, John Lennon“ficou desagradável” após sair dos Beatles e teve algumas falas que o deixaram extremamente magoado durante o período, ainda que os músicos tenham feito as pazes não muito tempo depois.

De acordo com o Showbiz Cheat Sheet, o ex-beatle descreveu a situação com o ex-colega de banda no livro “The Lyrics: 1956 to the Present”, lançado em agosto de 2021, onde deu detalhes sobre a rivalidade com Lennon depois da decisão de deixar o grupo.

"Quando o Beatles acabou e todo mundo se debatia, John ficou desagradável. Eu realmente não entendo o porquê. Talvez porque crescemos em Liverpool, onde sempre foi bom dar o primeiro soco de uma luta”, escreveu McCartney.

Ele continuou: "John atirava mísseis em mim com as músicas, e uma ou duas delas eram bastante cruéis. Não sei o que ele esperava ganhar, além de me dar um soco na cara. A coisa toda realmente me incomodou."

Segundo o músico, “John dizia coisas como: 'Tudo foi um lixo. Os Beatles eram uma porcaria.'”

Reconciliação

"No começo, após a separação dos Beatles, não tínhamos contato, mas havia várias coisas que precisávamos conversar," explicou. "Nosso relacionamento às vezes era um pouco tenso porque discutíamos negócios e às vezes nos insultávamos ao telefone."

A inimizade diminuiu ao longo do tempo e os dois conseguiram fazer as pazes. "Gradualmente, passamos dessa fase, e se eu estivesse em Nova York, eu ligava e dizia: 'Você gostaria de uma xícara de chá?'", relembrou.

Como destacou a Rolling Stone Brasil, McCartney já disse ao The Sunday Times como “foi uma grande benção” se reconciliar com o ex-colega de grupo.

"Tomamos uma decisão quando Beatles acabou que não voltaríamos com a banda. Então nos desligamos [dos Beatles] definitivamente. Você fala sobre o encerramento do ciclo de algo que é muito satisfatório; não vamos estragar tudo com algo que pode não ser tão bom”, ressaltou.