Notícias » Entretenimento

Paul McCartney revela que nunca conseguiu dizer a John Lennon que o amava: 'Você não poderia dizer isso'

Paul McCartney comentou sobre sua relação com o companheiro de banda em um evento na última sexta-feira, 5

Pamela Malva Publicado em 08/11/2021, às 18h00

Fotografia de George Harrison, John Lennon e Paul McCartney, respectivamente
Fotografia de George Harrison, John Lennon e Paul McCartney, respectivamente - Getty Images

Na última terça-feira, 2, o livro ‘Paul McCartney: As Letras’ foi lançado no Brasil, trazendo os bastidores das 154 canções escritas pelo artista desde 1954. Em um evento de divulgação da obra na sexta-feira, 5, então, o ex-Beatle revelou curiosidades sobre sua relação com John Lennon, que é um dos temas tratados pela narrativa.

Durante um encontro realizado no Royal Festival Hall, em Londres, o compositor falou sobre o amor que nutria por Lennon, sentimento que ele lamentou nunca ter exposto ao companheiro de banda. Tal curiosidade, inclusive, foi apontada pelo poeta Paul Muldoon no evento, segundo informações do site NME.

É verdade. Você diz que eu o amava, mas como garotos de Liverpool de 16 e 17 anos, você não poderia dizer isso — simplesmente isso não foi feito. Então eu nunca fiz”, explicou McCartney. “Eu realmente nunca disse, ‘Sabe, eu te amo cara’. Eu realmente nunca cheguei a isso. Então, agora, é ótimo perceber o quanto eu amo esse homem.”

Em seguida, McCartney falou sobre como era dividir os palcos com Lennon. “Sempre foi ótimo trabalhar com John, desde o primeiro momento em que ele disse, ‘Sim, eu escrevo músicas também’”, narrou o compositor dos Beatles. “Acabamos desenvolvendo uma maneira de trabalhar e confiar uns nos outros que cresceu e cresceu.”

“Nós dois crescemos juntos. [A vida] era como subir uma escada, e nós dois subimos essa escada lado a lado. Foi muito emocionante. Agora que a carreira de gravação dos Beatles terminou, sou como um fã. Só me lembro de como foi ótimo trabalhar com ele e como ele foi ótimo. Você não está brincando aqui, você não está apenas cantando com um homem comum — você está cantando com John Lennon”, finalizou o artista.