Notícias » Brasil

Paulo Coelho culpa negacionistas da pandemia pela morte de Paulo Gustavo: 'Canalhas da pior espécie'

A declaração foi dada através da conta oficial do autor no Twitter

Redação Publicado em 04/05/2021, às 23h38

Paulo Coelho em imagem
Paulo Coelho em imagem - Divulgação/Twitter/Paulo Coelho

A noite da terça-feira, 4, foi marcada pela triste notícia da morte de Paulo Gustavo, aos 42 anos, em decorrência da covid-19. O boletim médico divulgado pela equipe do artista informou que o óbito foi confirmado na noite. Horas antes, havia sido informado que o quadro clínico de Gustavo era irreversível.

"Às 21:12h desta terça-feira, 04/05, lamentavelmente o paciente Paulo Gustavo Monteiro faleceu, vítima da COVID-19 e suas complicações", detalhou o boletim médico. 

Internado no Copa Star, localizado no Rio de Janeiro, desde começo de março, o artista chegou a apresentar uma melhora significativa no último domingo, 2, chegando até mesmo interagir com o marido, Thales, e a equipe médico, contudo, acabou tendo uma piora drástica.

 “Depois de alguma melhora, Paulo Gustavo subitamente piorou no dia de ontem [...] À noite, subitamente, houve piora acentuada do nível de consciência e dos sinais vitais, quando novos exames demonstraram ter havido embolia gasosa disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa. Infelizmente, a situação clínica atual é instável e de extrema gravidade”, revelou  o boletim anterior ao falecimento do artista.

Nas redes sociais, internautas lamentam o óbito do comediante responsável por interpretar ‘Dona Hermínia’, em Minha Mãe é uma Peça. Um dos nomes que relembrou a importância do artista para o país é o presidente Luis Inácio Lula da Silva.

Em sua conta oficial no Twitter, Lula disse: ‘Recebi com muita tristeza a notícia da morte de Paulo Gustavo. A covid levou hoje mais um de nós. Um grande brasileiro, que brindou nosso país com tanta alegria. Descanse em paz. Seu talento jamais será esquecido’.

Outro nome famoso que também usou as redes sociais para lamentar o episódio foi o autor Paulo Coelho, que responsabilizou negacionistas da pandemia pela morte de Paulo Gustavo, chegando a declarar tais pessoas como ‘Canalhas da pior espécie’.