Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Paleontologia

Pegadas descobertas no interior paulista podem ser vestígio mais antigo de dinossauros na região

Equipe de pesquisadores analisa marcas deixadas no solo que veria a atual região entre Rio Claro e Piracicaba se erguer

Redação Publicado em 13/06/2022, às 10h46

Pegada de dinossauro no interior paulista - Divulgação/Acervo pessoal
Pegada de dinossauro no interior paulista - Divulgação/Acervo pessoal

Uma equipe de pesquisadores investigou pegadas deixadas por dinossauros há 150 milhões de anos no interior de São Paulo, onde hoje está a região entre Rio Claro e Piracicaba.

Segundo o estudo que resulta dessas análises, essas marcas — formadas a partir do impacto dos pisões e da deformação da camada de sedimentos que formam o solo — podem ser os vestígios mais antigos desses gigantes em território paulista.

A pesquisa, publicada na revista científica Journal of South American Earth Sciences, aponta que os dinossauros deixaram as pegadas na argila formada pela deposição de sedimentos entre as dunas que compunham o cenário de deserto com lagoas deixadas pelas chuvas.

Na época em que os dinos habitaram o território paulista, a região mais se parecia com o que vemos hoje nos Lençóis Maranhenses, no Nordeste, segundo reportou a Agência Estado.

Pegadas de dinos em SP

As marcas foram descobertas pelo geólogo Lucas Verissimo Warren, professor do Instituto de Geociências Exatas da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Rio Claro, e investigadas por uma equipe de paleontólogos junto a ele.

“Não foram uma ou duas, achamos cerca de 50 pegadas de dimensões variáveis, o que pode indicar que manadas de dinossauros adultos e filhotes vagavam por essa região, deixando pegadas como testemunhos”, explicou Warren.