Notícias » Reino Animal

Pela primeira vez, pesquisadores se deparam com ‘cobra pênis’ nos Estados Unidos

O anfíbio é nativo da América do Sul e foi identificado a partir de um estudo publicado recentemente

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 05/08/2021, às 11h30

A 'cobra pênis' descoberta nos Estados Unidos
A 'cobra pênis' descoberta nos Estados Unidos - Divulgação/Museu da Flórida

Em 2019, uma espécie nunca antes vista nos Estados Unidos foi encontrada no Canal Tamiami, em Miami. Desde então, o animal vem sendo estudado por pesquisadores e finalmente foi identificado, a partir de um artigo publicado no periódico Reptiles and Anphibians.

Os cientistas chegaram à conclusão de que se trata de um anfíbio conhecido por seu curioso apelido “cobra pênis”, principalmente devido a sua aparência excêntrica. Nativo da Venezuela e da Colômbia, é a primeira vez que o animal é identificado em território estadunidense.

A identidade do anfíbio que se parece com um réptil foi confirmada pelos pesquisadores, que enviaram seu corpo de volta para o Museu da Flórida, local onde foi armazenado logo após sua descoberta inédita até então. A pesquisa foi repercutida pelo portal UOL.

Crédito: Divulgação/Museu da Flórida

 

Com aproximadamente 60 centímetros de comprimento, a “cobra pênis” é um anfíbio da espécie Typhlonectes natans. Embora a identificação tenha sido um sucesso, os pesquisadores ainda não tem certeza dos impactos da nova espécie no ecossistema dos Estados Unidos.

Segundo Coleman Sheehy, do Museu da Flórida, “muito pouco se sabe sobre esses animais selvagens”. “Mas não há nada particularmente perigoso sobre eles e eles não parecem ser predadores sérios", ressaltou.

Outros espécimes estão sendo encontrados nas águas rasas de Miami e os estudos deverão continuar. A hipótese dos cientistas é que os animais foram abandonados por pessoas que tentaram criá-los em cativeiro. 

"Eles provavelmente comerão animais pequenos e serão comidos por animais maiores,”, explica Sheehy. "Este [a região de Miami] pode ser um ambiente onde esta espécie conseguirá prosperar".