Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Rússia

Pelo menos 7 mil soldados russos chegam à fronteira com a Ucrânia

A Casa Branca informou que o anúncio de retirada de tropas da Rússia pode ser considerado ‘falso’

Redação Publicado em 17/02/2022, às 08h09

Militar russo com uma arma do tipo fuzil AK-74 - Wikimedia Commons / Vitaly V. Kuzmin
Militar russo com uma arma do tipo fuzil AK-74 - Wikimedia Commons / Vitaly V. Kuzmin

Um alto funcionário da Casa Branca declarou que a Rússia enviou ao menos “7 mil militares” à fronteira com a Ucrânia, incluindo alguns soldados que começaram a chegar na última quarta-feira, 16.

Ainda de acordo com o oficial americano, a informação anunciada pelo governo de Moscou de que as tropas estavam sendo retiradas pode ser considerado “falso” visto que o país está aumentando sua presença na região.

"Ontem o governo russo anunciou que estava retirando tropas da fronteira com a Ucrânia (...), mas agora sabemos que isso é falso”, declarou o funcionário, que pediu o anonimato, a repórteres ontem, 16, como informou a AFP.

“De fato, confirmamos que nos últimos dias a Rússia aumentou sua presença ao longo da fronteira ucraniana em até 7.000 soldados, alguns dos quais chegaram hoje", acrescentou.

Ele também afirmou que a Rússia pode iniciar uma operação “a qualquer momento” que funcionaria como “pretexto falso” para uma invasão à Ucrânia. "A Rússia diz querer encontrar uma solução diplomática, mas suas ações indicam o contrário", disse.

Segundo o alto funcionário, a operação pode assumir “diferentes formas”. Alguns exemplos dados por ele são uma “provocação” na região de Donbas ou ainda uma falsa "incursão" na Rússia.

Também informou que "mais notícias falsas da mídia estatal russa nos próximos dias". "Esperamos que o mundo esteja pronto”, completou.

+++ Saiba mais sobre o conflito entre a Rússia e Ucrânia por meio desta reportagem da Aventuras na História.