Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Pescador captura peixe com 100kg e mais de dois metros

Após precisar de ajuda para o puxar o animal da água, o homem vendeu o impressionante espécime por 500 reais

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 08/02/2022, às 18h00

Pescadores carregando o peixe de 100 kg - Divulgação / Redes Sociais
Pescadores carregando o peixe de 100 kg - Divulgação / Redes Sociais

Na tarde do último domingo, 6, Gilvan do Nascimento, de 41 anos, saiu para pescar e, para a sua própria surpresa, fisgou um peixe de quase 100 kg e mais de dois metros de comprimento — tão grande que o pescador até precisou de ajuda para tirar o espécime da água. O pescado é da espécie Camarupim, apelidada comumente de Pirapema.

O caso aconteceu no litoral sul do Rio Grande do Norte, na região de Canguaretama, e resultou em uma venda por R$ 500. De acordo com o relato do próprio Gilvan, este foi o maior peixe que ele já pescou — o pescador, no entanto, afirmou orgulhoso que já tinha visto alguns animais somente um pouco menores que este que pegou.

O espécime de 100 kg era pesado demais para conseguir puxá-lo enquanto debatia-se, logo Gilvan precisou utilizar da técnica de cansar o peixe, mantendo-o na linha e nadando por cerca de duas horas. O pescador contou ao portal de notícias UOL que, no momento em que tirou o peixe da água, ele já mal se mexia.

Eu estava sozinho pescando. Botei a isca e em uns cinco minutos o peixe bateu. Comecei a trabalhar com o peixe, a cansar ele, mas eu sozinho para colocar ele para fora...era muita coisa, porque ele era muito grande. Um parceiro apareceu e me ajudou a colocar ele para fora, mas ele não estava nem se batendo mais”, explicou.

Levando o animal até a sua casa com ajuda de seus primos, Gilvan teve de fazer uma venda não muito beneficiária. O peixe poderia atingir a casa dos 900 reais, no entanto, o pescador não tinha um freezer para manter o espécime. Logo, com medo de não conseguir conservá-lo, vendeu o grande animal por R$ 500.