Notícias » Coreia do Norte

Pesquisa aponta fragilidade em instalação nuclear da Coreia do Norte

Principal instalação nuclear do país pode ter sido danificada por enchente

Giovanna de Matteo Publicado em 13/08/2020, às 11h10

Mapa da Coreia do Norte
Mapa da Coreia do Norte - Wikimedia Commons

Imagens de satélite captadas entre 6 a 11 de agosto, divulgadas pela agência Reuters, sugerem que inundações recentes na Coreia do Norte podem ter afetado casas de bombas da principal instalação nuclear do país, chamada Yongbyon.

Segundo o relatório, os sistemas de resfriamento do reator nuclear de Yongbyon Nuclear Scientific Research Center são frágeis aos eventos climáticos extremos, como os que aconteceram recentemente nas Coreias, da qual foram afetadas por uma das mais longas temporadas de chuva, que causou enchentes e deslizamentos de terra por toda a península.

Os reatores não estavam em operação durante as enchentes, mas um novo evento deste tipo pode forçar uma pausa da produção no futuro. "Se os reatores estivessem operando, por exemplo, a impossibilidade de resfriá-los exigiria que fossem desligados", afirmou o relatório.

Yongbyon comporta usinas de reprocessamento de combustível, reatores nucleares, e instalações de enriquecimento de urânio, que acredita-se serem usadas nas armas nucleares do país. A mídia estatal da Coreia do Norte não mencionou nenhum dano, mas relatou a visita de alguns líderes nas áreas afetadas pelas enchentes, que forneceram orientações sobre como cuidar das plantações em tempos de chuva e alagamentos.

O Ministério da Defesa da Coreia do Sul não se pronunciou sobre o relatório, mas disse que o programa nuclear norte coreano está sendo constantemente monitorado por eles.