Notícias » Brasil

Pesquisa aponta que brasileiros são os que menos acreditam em cientistas

Estudo do Pew Research Center perguntou para pessoas de 20 países sua confiança em pesquisadores

Isabela Barreiros Publicado em 30/09/2020, às 13h31

Imagem meramente ilustrativa de cientista
Imagem meramente ilustrativa de cientista - Pixabay

Um estudo realizado pelo centro de pesquisas estadunidense Pew Research Center questionou 32 mil pessoas de 20 países diferentes sobre seu posicionamento na produção científica nacional. O levantamento mostrou que, no Brasil, o índice de confiança em quem produz ciência é o menor entre as nacionalidades entrevistadas.

A pesquisa indicou que 36% dos brasileiros afirmam ter pouca ou nenhuma confiança em cientistas. 23% da população disse confiar muito e 36% apenas às vezes. Enquanto o Brasil ocupa a primeira posição na desconfiança em relação a pesquisadores, o segundo é a Malásia, com 33% confiando pouco ou nada, seguido de Taiwan, com 31%. A média global é de 36% da população confiando muito, 40% às vezes e 17% pouco ou nada.

Os resultados, publicados nesta terça-feira, 29, apontam que os brasileiros, além de serem os que menos confiam, também são os que pior consideram o desenvolvimento científico do país em relação aos outros. 

8% acredita que a produção científica no país é melhor que os de outros países, enquanto 42% a avalia como na média internacional, e 41% considera que ela está abaixo. No Reino Unido e nos Estados Unidos, por exemplo, 61% da população pensa que o desenvolvimento nacional é o melhor do mundo.

“A pesquisa apresenta um retrato global da opinião pública sobre o papel da ciência na sociedade. É importante identificarmos essas percepções agora que os desafios da pandemia do coronavírus lançam luz para questões como as vacinas, mudanças climáticas e desenvolvimento em inteligência artificial”, explica Cary Funk, do Pew Research Center.

O centro de pesquisa contou com a opinião de pessoas dos seguintes países:  Austrália, Brasil, Canadá, República Tcheca, França, Alemanha, Índia, Japão, Malásia, Holanda, Polônia, Rússia, Singapura, Coreia do Sul, Espanha, Suécia, Reino Unido e Estados Unidos.