Notícias » Paleontologia

Pesquisa remonta ossos encontrados e forma esqueleto de golfinho extinto há 25 milhões de anos

A equipe de cientistas acredita que o animal tinha 15 pés de comprimento e foi o principal predador da comunidade que esteve instalado

Wallacy Ferrari Publicado em 09/07/2020, às 14h29

Montagem relaciona os ossos com reconstrução do animal atacando uma raia
Montagem relaciona os ossos com reconstrução do animal atacando uma raia - Robert W. Boessenecker

Uma equipe de pesquisadores publicou um estudo na revista Current Biology na manhã de quinta-feira, 9, relatando uma descrição detalhada sobre a união de diversas partes de um golfinho, descoberto na Carolina do Sul. A análise identificou que os ossos são de um golfinho Ankylorhiza tiedemani comb. N e acreditam que o animal era o principal predador da comunidade em que vivia.

A identificação inicialmente foi possibilitada pois um rostro parcial do fóssil era bastante semelhante ao focinho dos golfinhos. A partir da descoberta, várias linhas de evidências anatômicas — como os dentes, nadadeiras e coluna vertebral — deram luz a pesquisa, relacionando as características do fóssil com os de golfinhos, mas também de baleias dentadas.

Relação de ossos caracterizam a semelhança com a espécie relatada / Crédito: Robert W. Boessenecker

 

Acredita-se que o animal era um predador violento e mesclava características da baleia-assassina com os golfinhos, possibilitando maior compreensão também sobre a evolução paralela de ambas as espécies de animais marinhos. Os pesquisadores acrescentam que o animal tinha cerca de 4,5 metros de comprimento e viveu há 25 milhões de anos atrás.

O principal autor da pesquisa, Robert W. Boessenecker, relatou a possibilidade de ter encontrado uma evidência da evolução paralela com surpresa: "O grau em que as baleias e os golfinhos chegam independentemente às mesmas adaptações gerais de natação, em vez de essas características evoluírem uma vez no ancestral comum de ambos os grupos, nos surpreendeu".