Notícias » Crimes

Pesquisa revela que milícias controlam 57% do Rio de Janeiro

Nesse sentido, mais de 2 milhões de cariocas vivem em áreas comandadas pelo poder, que é majoritariamente policial

Pamela Malva Publicado em 19/10/2020, às 11h00

Milicianos representados no filme Tropa de Elite
Milicianos representados no filme Tropa de Elite - Divulgação

Quando falamos da violência no Rio de Janeiro, muitos automaticamente pensam no Comando Vermelho, no tráfico. Segundo foi revelado pelo Mapa dos Grupos Armados do Rio de Janeiro, todavia, a milícia é quem domina a maior parte do estado.

No total, os milicianos controlam cerca de 57% da capital, enquanto as três facções que lideram o tráfico comandam, juntas, outros 15%. Todos os dados partiriam da parceria entre o Grupo de Estudos dos Novos Ilegalismos da UFF, o Núcleo de Estudos da Violência da USP, o Disque-Denúncia e as plataformas Fogo Cruzado e Pista News.

Com base no novo estudo, o Estadão Conteúdo, via UOL, revelou que 2,2 milhões de moradores da região (um a cada três) vivem em zonas comandadas pela milícia. Nesse sentido, 25% da capital vive em constante disputa territorial.

Imagem meramente ilustrativa do Corcovado, na Zona Oeste do Rio de Janeiro / Crédito: Wikimedia Commons

 

Formada majoritariamente por policiais, a milícia está se espalhando rapidamente pela região metropolitana do Rio. Isso mostra que os milicianos vêm ganhando poder, enquanto o Comando Vermelho perde sua força e dominação territorial.

Tendo ganhado amplitude a partir dos anos 2000, as milícias estão desconstruindo a sensação de paz que tentam criar há anos. Segundo o pesquisador Daniel Hirata, da UFF, elas têm entrado "em disputas territoriais violentas".

Além disso, o especialista aponta que a atuação dos grupos se baseia em controlar os bairros ilegalmente, "cobrando taxas extorsivas sobre os serviços essenciais como água, luz, gás, TV a cabo, transporte e segurança, além do mercado imobiliário".

Atualmente, em constante expansão, a milícia tem dominado diversas áreas do estado do Rio de Janeiro. Segundo o Mapa, o poder está espalhado pela zona oeste, pelo oeste metropolitano, pela Região dos Lagos e, por fim, pela Região Serrana.