Notícias » Ciência

Pesquisadores criam "pele" artificial que muda de cor semelhante a camaleão na Coreia do Sul

De acordo com os autores, a tecnologia pode ser usada na moda

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 09/09/2021, às 14h48

Camaleão robô em suas transições
Camaleão robô em suas transições - Kim, H., Choi, J., Kim, K.K. et al.

Um grupo de pesquisadores da Coreia do Sul conseguiu obter um resultado semelhante ao da pele de camaleões, que se adaptam às cores da natureza, em um robô com pele artificial, como informa a Reuters.

Desenvolvido por um grupo de engenharia mecânica da Universidade Nacional de Seul, a tentativa deu certo após o uso de uma tinta especial que muda de cor.

Controlada por aquecedores flexíveis, o animal robótico faz uso de tinta de cristal líquido termocrômico (TLC) aliado a um sensor de detecção de cores, instalado em diversos pontos desde a cabeça até o rabo da peça.

Em teste, a identificação de cores fortes e texturas foram acatadas pelo microprocessador do robô, adaptando ao ambiente.

Em entrevista à agência, o líder da pesquisa, Ko Seung-hwan explicou que o item tem a espessura total mais fina do que de um cabelo humano, mas pode auxiliar em criações para itens de uso humano, como na moda, carros e até fins militares.

"Se você usa uniformes de camuflagem da floresta no deserto, pode se expor facilmente. [...] Mudar cores e padrões ativamente de acordo com o ambiente é a chave para a tecnologia de camuflagem que criamos", acrescentou Ko.

+Confira o estudo completo da criação clicando aqui