Notícias » Astronomia

Pesquisadores da NASA descobrem que núcleo de Marte tem propriedades inesperadas

O interior do planeta vermelho tem densidade e tamanho diferentes do que antes pensado

Ingredi Brunato, sob supervisão de Alana Sousa Publicado em 22/03/2021, às 15h00

Imagem ilustrativa de Marte
Imagem ilustrativa de Marte - Divulgação/ Pixabay

Durante a Conferência de Ciências Lunar e Planetária virtual, que ocorreu na semana passada, pesquisadores da NASA divulgaram as medições do núcleo de Marte, que foram reveladas através da espaçonave InSight. A informação foi repercutida pela revista Nature. 

Vale dizer que, como a Terra, o planeta vermelho é rochoso e não gasoso como é o caso de Júpiter, e é apenas por isso que ele também tem um núcleo. Graças ao trabalho da NASA, agora sabemos suas dimensões: elas são aproximadamente metade das terrestres, com um raio que possui entre 1.810 e 1.860 quilômetros de comprimento. 

O significado dessa descoberta na prática é que essa porção de Marte é menos densa do que se pensava anteriormente — de forma que os cientistas especularam que o planeta marciano pode possuir substâncias leves como o oxigênio em seu interior. 

A importância dessa descoberta reside no fato que é através da composição e tamanho do núcleo de um planeta que pode-se desvendar como foi seu processo de formação e evolução através dos anos.