Notícias » Brasil

Pesquisadores da USP criam jogo virtual sobre povos pré-coloniais brasileiros

O projeto tem como objetivo ser uma ferramenta didática sobre o cotidiano e a cultura das sociedades sambaquieiras

Luíza Feniar Migliosi sob supervisão de Penélope Coelho Publicado em 20/08/2021, às 14h48

Jogo desenvolvido para mostrar o cotidiano da sociedade sambaquieira
Jogo desenvolvido para mostrar o cotidiano da sociedade sambaquieira - Divulgação/Vídeo ARISE

Pesquisadores do Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE) da USP desenvolveram o jogo virtual e gratuito “Sambaquis: Uma História Antes do Brasil” que permite explorar o cotidiano de povos pré-coloniais brasileiros.

Os sambaquis eram depósitos construídos pelos humanos por meio de materiais orgânicos e calcário, como, por exemplo, conchas de moluscos, ossos de peixes e mamíferos, que, empilhados ao longo do tempo, formam estruturas montanhosas que podem ser observadas por boa parte da costa brasileira. Segundo estudos, as formações foram produzidas há 8 mil anos por povos pré-históricos do litoral.

O jogo, desenvolvido pelo grupo de pesquisa Arqueologia Interativa e Simulações Eletrônicas (Arise), reúne informações sobre o cotidiano desses grupos. O cenário se passa a cerca de 3 mil anos atrás e o jogador pode explorar o ambiente, conversar com outros personagens, entender o cotidiano e a cultura do grupo indígena, que se prepara para o funeral da anciã da tribo.

A intenção é que o jogo seja uma ferramenta didática para o ensino básico e fundamental. Além do conteúdo sobre as sociedades sambaquieiras, também desmistifica certos aspectos, como a nudez, o rosto pintado e o cocar.