Notícias » Arqueologia

Pesquisadores descobrem antigo santuário na Grécia

Localizado em um complexo de palácios em Creta, é datado de 1900 a.C.

Giovanna Gomes Publicado em 07/10/2020, às 09h22

Importantes descobertas foram feitas na região
Importantes descobertas foram feitas na região - Divulgação

A Civilização minoica foi a primeira que habitou o continente europeu. Considerada uma grande potência marítma de sua época, existiu entre 3.000 aC a 1.500 aC.

A partir de escavações no complexo de Zominthos, o qual foi encontrado na década de 1980 no centro de Creta, a equipe liderada pelo arqueólogo Efi Sapouna-Sakellaraki realizou uma grande descoberta sobre essa importante civilização: um santuário religioso riquíssimo em artefatos.

Recentemente, os arqueólogos haviam descoberto dois novos complexos de quartos na região que remontam à época conhecida como o período do Palácio Antigo minoico (1700 a.C.). Havia evidências de que um dos complexos de quartos era utilizado como santuário religioso, local onde foram encontradas diversas imagens religiosas.

Agora, os pesquisadores encontraram vestígios de um santuário ainda mais antigo, datado de cerca de 1900 a. C. Eles se depararam com fragmentos de imagens de animais e de seres humanos, sendo que entre os ídolos havia uma estatueta feminina bem mais conservada que a grande maioria dos artefatos e que muito provavelmente representava uma deusa.

O segundo complexo tinha piso de laje e um sistema de drenagem avançado, além de que antigos canos de esgoto intactos foram encontrados no complexo, evidências as quais comprovam que os minoicos eram muito avançados para a época. Além dos ídolos, foram encontrados vários artefatos de cerâmica incomuns, sendo alguns deles anteriores à construção do palácio de Zominthos.