Notícias » Reino Unido

Arqueólogos descobrem casas redondas, celeiro e cerâmicas da Idade do Ferro

Os arqueólogos pretendem analisar o Wintringham Park mais a fundo nos próximos anos para desenterrar possíveis estruturas complexas

Wallacy Ferrari Publicado em 08/09/2020, às 12h48

Fotografia mostra sequência de valas do terreno descoberto
Fotografia mostra sequência de valas do terreno descoberto - Oxford Archaeology

Uma equipe de arqueólogos da Oxford Achaeology East anunciou a primeira fase de uma escavação em uma área de 12 hectares no Wintringham Park, condado de Cambridgeshire, na Inglaterra. Com o auxílio de equipamentos de última geração, a equipe identificou que o assentamento foi ocupado durante a Idade do Ferro e pode revelar novos itens relacionados ao período no país.

Os registros materiais e históricos possibilitaram a criação de uma relação de dados entre 350 a.C. a meados do século 1 d.C. que conduziram as escavações ao local. Na área há uma pequena colina e uma série de valas que levam para recintos, postes, poços d’águas e, em especial, dois curiosos compartimentos retangulares confeccionados por seres humanos, apontando a atividade antiga no local.

Com as análises iniciais, a equipe de pesquisadores já encontrou os contornos de ao menos 17 casas redondas, três estruturas de um celeiro, construído com quatro colunas, e diversos fragmentos de cerâmica. A datação dos primeiros artefatos encontrados aponta que houve uma população no local durante 400 anos.

As estruturas possuem características do período, mas também registram semelhanças com práticas agrícolas romanas antigas, com valas de cultivo e um recinto, especulado pelo estudo como do século 1, encontrado na encosta da colina.