Notícias » Israel

Pesquisadores descobrem cidade cristã escondida em rodovia na Galileia

A cidade israelita tem traços e inscrições religiosas, além de manter resquícios de uma desenvolvida comunidade agrícola

Wallacy Ferrari Publicado em 25/06/2020, às 09h00

Fotografia tirada no sítio arqueológico
Fotografia tirada no sítio arqueológico - G. Cinamon e Y. Lerer

Uma equipe de arqueólogos israelenses acredita ter encontrado uma cidade cristã da era bizantina na Galiléia, com artefatos e arquiteturas características da época. O assentamento contendo os itens foi descoberto em 2007 durante a construção de uma rodovia no trecho de Pi Mazuva, no norte de Israel, mas só tiveram a conclusão do estudo relacionado a análise do local em 2020.

Os pesquisadores acreditam que o espaço foi destruído e enterrado no século 7 d.C., após a invasão da área pelos persas, e por isso acrescenta informações sobre um importante período do cristianismo e do Império Bizantino. A investigação e datação dos itens ainda não foi concluída, mas está sob comando da Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA).

Diversos objetos foram descobertos, sendo principalmente diversos fragmentos de cerâmica com inscrições iconográficas cristãs — desde relatórios de navios locais até frases religiosas — e diversas cruzes esculpidas nos mesmos. Um lintel de calcário em silhar e uma cruz de bronze também foram encontrados.

Os arqueólogos ainda localizaram os restos de diversos pontos da antiga cidade, como um armazém, uma casa grande contendo um salão e alguns itens de uma capela foram resgatados, dando a compreensão de que o lugar tinha uma comunidade independente, tendo como sustento principal a agricultura.