Notícias » Itália

Pesquisadores descobrem complexo de piscinas monumentais de 2,3 mil anos perto de Roma

Os arqueólogos se surpreenderam com o encontro dos tanques na Itália — sendo datados do século 4 a.C.

Wallacy Ferrari Publicado em 12/09/2020, às 10h36

Foto das piscinas monumentais
Foto das piscinas monumentais - Fabio Caricchia/Superintendência Especial de Arqueologia, Belas Artes e Paisagem de Roma

Uma equipe de arqueólogos italianos anunciou a descoberta de uma série de tanques, confeccionados em pedras e datados do século 4 a.C., em uma região histórica entre a cidade de Roma e Ostia Antica, ao sudoeste da capital. A escavação do sítio arqueológico iniciou em junho de 2019 e foi parcialmente interrompida pela pandemia de covid-19, podem, foi concluída no início do deste mês.

Em anuncio da Superintendência Especial de Arqueologia, Belas Artes e Paisagem de Roma, a descoberta da enorme piscina surpreende por sua proporção; com 48 metros de comprimento e 12 metros de largura, acredita-se que a reserva de água foi de exímia importância para a população antiga que não estava situada dentro dos limites da capital.

Alguns dos tanques descobertos no sítio arqueológico / Crédito: Fabio Caricchia/Superintendência Especial de Arqueologia, Belas Artes e Paisagem de Roma

 

Em análise no local, foi possível compreender que o local recebeu diversas estruturas ao seu redor durante os oitos séculos seguintes a sua construção, sendo uma espécie de centro social ou ponto de referência para a comunidade local. Sua extensão provém da bacia de um rio, remanejado um século antes.

A superintendente especial de arqueologia Barbara Rossi acrescentou que outros itens foram localizados no entorno: "Um estudo aprofundado do grande número de materiais que esta investigação nos devolveu e continua a devolver - madeira, terracota, objetos de metal, inscrições - revelará os segredos deste canto extraordinário da área metropolitana de Roma”.