Notícias » Brasil

Pesquisadores descobrem duas novas espécies de coruja no Brasil

Chamadas de corujas-guincho, as aves estão ameaçadas de extinção e possuem características únicas

Alana Sousa Publicado em 05/04/2021, às 12h00

Imagem da coruja-guincho do Xingu
Imagem da coruja-guincho do Xingu - Divulgação/Field Museum

Pesquisadores encontraram duas novas espécies de corujas que estão severamente ameaçadas de extinção. As informações foram divulgadas pela revista científica Zootaxa e repercutidas pela revista Galileu. 

A espécie conhecida como coruja-guincho (Megascops) pode ser encontrada na Mata Atlântica e na Amazônia, mais precisamente em Alagoas e no Xingu. As duas novas corujas descobertas pertencem ao mesmo grupo das corujas-guincho vistas com frequência nos Estados Unidos. 

Foto da coruja-guincho de Alagoas / Crédito: Divulgação/Field Museum

 

Conforme explicou o principal autor do artigo, Alex Aleixo do Museu Finlandês de História Natural da Universidade de Helsinque: “Nem mesmo ornitólogos profissionais que trabalharam com corujas por toda a vida concordariam com o número real de espécies encontradas nesse grupo, então um estudo como o nosso é esperado há muito tempo”. 

Ainda que já seja um grupo conhecido pelos estudiosos, muitas aves da espécie permanecem sem classificação. Sendo assim, cada descoberta é de grande importância — fruto de anos de pesquisa. 

Ainda segundo as conclusões do estudo, as corujas medem de 12 a 15 centímetros. Elas possuem penas na cabeça, que podem variar entre marrom e cinza.