Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Arqueologia

Pesquisadores descobrem esqueletos com crânios entre as pernas, na Inglaterra

Com mais de 40 decapitados, os arqueólogos já têm hipóteses para os motivos do procedimento

Wallacy Ferrari Publicado em 07/02/2022, às 14h01

Cova com esqueleto decapitado - Divulgação/High Speed 2
Cova com esqueleto decapitado - Divulgação/High Speed 2

Um grupo de pesquisadores localizou um antigo cemitério romano com 425 ossadas, chamando atenção para 40 esqueletos que estavam sem as cabeças, levantando dúvida sobre o motivo da decapitação e paradeiro dos crânios.

A descoberta se deu durante uma escavação destinada a abrir caminho para uma ferrovia no condado de Buckinghamshire, na Inglaterra.

Em avaliação inicial dos arqueólogos envolvidos no projeto, impressões de lesões e separação das covas apontam que a separação da cabeça com o corpo poderia ser uma forma de punir criminosos.

No entanto, a equipe não descarta a possibilidade de tratar-se de um ritual inédito, visto que muitos destes esqueletos tinham a cabeça sobreposta sobre as pernas.

Pesquisador examina cova com esqueleto decapitado / Crédito: Divulgação/High Speed 2

Os pesquisadores notaram alguns padrões logísticos no cemitério antigo; havia restos de cremação, áreas separadas e demarcadas e, de acordo com a análise, tal quantidade de pessoas aponta que a região era densamente habitada.

A realização do projeto é administrada pela da COPA, um consórcio formado para a realização de "empreendimentos arqueológicos" ao longo das escavações da nova linha férrea que está sendo edificada, como informa o portal UOL.

O diretor de projetos da COPA, Richard Brown, enalteceu o projeto como o maior programa de arqueologia já realizado no Reino Unido.

"A escavação é significativa tanto para permitir uma caracterização clara desta vila romana como também para estudar muitos dos seus habitantes. Juntamente com vários novos locais de assentamentos romanos descobertos durante as obras, ele aprimora e preenche o mapa da Buckinghamshire romana", concluiu.