Notícias » Paleontologia

Pesquisadores descobrem impressionantes embriões em ovos de dinossauro de 200 milhões de anos

A descoberta surpreende pelo fato de apresentar características únicas nos embriões, diferentes de sua linhagem

Wallacy Ferrari Publicado em 10/04/2020, às 10h18

Imagem do escaneamento de um dos ovos contendo um embrião
Imagem do escaneamento de um dos ovos contendo um embrião - Universidade de Witwatersrand

Em novo estudo, publicado na última quinta-feira, 9, na revista científica Nature, dois embriões de dinossauros foram analisados e impressionam por características únicas. Os embriões aparentemente estavam com cerca de 60% de seu desenvolvimento completo e variam entre tamanhos de 0,4 a 0,7 milímetros

Os embriões encontrados surpreenderam os cientistas por características mais semelhantes às dos répteis do que de pássaros, que são os membros mais próximos da linhagem dos dinossauros nos dias atuais. Um dos atributos é o fato de que os embriões apresentam dois conjuntos diferentes de dentes triangulares.

Pesquisadores da Universidade de Witwatersrand conseguiram verificar o conteúdo de ovos, descobertos há 46 anos, com uma moderna ferramenta de escaneamento interno, chamada varredura digitalizada de sincrotron. Usando raios X, o método não danifica o material analisado e é produzido em um acelerador de partículas com elétrons na velocidade da luz em um anel de 800m de comprimento.

Os ovos utilizados para a realização da análise foram descobertos em 1976 pelo professor James Kitching em uma formação jurássica do Parque Nacional High Gate, na África do Sul. Eles são pertencentes à espécie de dinossauro Massospondylus carinatus, de longos pescoços e medindo cerca de 4 metros de comprimento em sua fase adulta.