Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Arqueologia

Pesquisadores desenterram mulher de 2 mil anos em cama de bronze na Grécia

Com fios de ouro na mão e folhas de louro ao redor do crânio, o esqueleto despertou curiosidade entre arqueólogos

Redação Publicado em 04/06/2022, às 09h42

Esqueleto sobre cama de bronze - Divulgação / Areti Chondrogianni-Metoki
Esqueleto sobre cama de bronze - Divulgação / Areti Chondrogianni-Metoki

Uma equipe de arqueólogos desenterrou um curioso esqueleto feminino que repousava, desde o século 1 a.C., em uma cama de bronze descoberta na cidade de Kozani, norte da Grécia, conforme divulgado pelo Serviço de Antiguidades do município e noticiado pelo portal norte-americano Live Science.

Os restos mortais encontrados chamaram a tenção dos pesquisadores, que agora usam o esqueleto para análises laboratoriais visando saber características da origem da mulher, além da idade que tinha durante o óbito e qual teria sido a causa.

Quando encontrada, além de estar disposta no curioso móvel confeccionado com o metal precioso, a mulher tinha fios de ouro em sua mão, uma coroa de folhas de louro douradas na cabeça e ainda foi enterrada próxima a quatro potes de barro e um vaso de vidro.

Imagem da retratação da cama de bronze / Crédito: Divulgação / Areti Chondrogianni-Metoki

Após os exames, o esqueleto deve ser exposto no Museu Arqueológico de Eane, 20 km ao sul de Kozani, conforme revelado pela diretora do Serviço de Antiguidades local, Areti Chondrogianni-Metoki, acrescentando que, apesar da surpreendente descoberta, a história da região no século 1 a.C. ainda é desconhecida.

Contudo, o local em específico tem um passado apontado pelos registros arqueológicos como um antigo lugar dedicado ao culto de Apolo. Nos dias atuais, dá espaço para uma pequena vila.