Notícias » Brasil

Pesquisadores encontram caverna ‘perdida’ em Minas Gerais

De acordo com estudiosos, a estrutura geológica era procurada há mais de 100 anos

Penélope Coelho Publicado em 11/04/2021, às 08h30

Lapa de Quatro Bocas, em Curvelo. Minas Gerais
Lapa de Quatro Bocas, em Curvelo. Minas Gerais - Divulgação /Centro Universitário Newton Paiva

De acordo com informações publicadas na última sexta-feira, 9, pela Revista Galileu, pesquisadores do Centro Universitário Newton Paiva, em Belo Horizonte, Minas Gerais, ‘redescobriram’ uma caverna que estava sendo procurada por mais de 100 anos.

Segundo revelado na publicação, a cavidade subterrânea em questão sofreu diversas mudanças de nomenclatura, por isso, havia desaparecido dos registros oficiais.

Lapa de Quatro Bocas, em Curvelo. Minas Gerais / Divulgação /Centro Universitário Newton Paiva

 

Sabe-se que a caverna localizada no município mineiro de Curvelo foi originalmente chamada de Lapa de Quatro Bocas, em 1835, quando foi descoberta pela primeira vez pelo cientista dinamarquês Peter Lund. Contudo, atualmente, a estrutura estava registrada com outro nome: Gruta do Tatu.

Após diversas investigações e inspeções, a partir de dados originais e mapas, os estudiosos finalmente conseguiram identificar a caverna ‘perdida’. Os pesquisadores reiteraram a importância da redescoberta da Lapa de Quatro Bocas, já que sua estrutura é considerada diferenciada e conta com uma extensão maior do que o usual.