Notícias » Paleontologia

Pesquisadores encontram fóssil de ave que viveu há 115 milhões de anos, no Ceará

De acordo com especialistas, a ave é a mais antiga já encontrada na América Latina

Penélope Coelho Publicado em 19/11/2021, às 14h10

Ilustração de como seria a ave Kaririavis mater
Ilustração de como seria a ave Kaririavis mater - Divulgação/Universidade Federal do Ceará

Na última semana, um artigo científico publicado no periódico Journal of Vertebrate Paleontology divulgou dados de uma descoberta impressionante, realizada na Mina da Pedra Branca, em Nova Olinda, Ceará.

De acordo com a publicação, no local foram encontrados fósseis de uma espécie de pássaro até então inédita. Segundo a pesquisa, a chamada ‘Kaririavis Mater’ é a ave mais antiga já encontrada na América Latina. A espécie viveu há 115 milhões de anos e data do período Cretáceo.

De acordo com informações publicadas na última quinta-feira, 18, pela revista Galileu, pesquisadores acreditam que o achado carrega novas questões para o debate a respeito do local de origem das aves primitivas.

Segundo revelado na reportagem, análises nos fósseis concluíram que a ‘K.Mater’ pertence ao grupo cujos descendentes originaram as aves como conhecemos. Entretanto, até então, esse grupo só havia sido observado na China, Mongólia e Europa.  

“Os pássaros apareceram na China e voaram para o Brasil ou eles apareceram no Brasil e voaram para a China?”, questiona o professor da Faculdade de Medicina (FAMED), da UFC, José Xavier Neto, em comunicado.

De acordo com a publicação, a pesquisa continua em andamento para entender melhor sobre a distribuição e a evolução dessas aves na Terra.

Confira a pesquisa completa neste link.