Notícias » França

Pesquisadores encontram raro vaso romano em tumba, na França

O grupo de arqueólogos franceses desbravaram uma tumba antiga, encontrando também grande quantia em ouro

Wallacy Ferrari Publicado em 18/11/2020, às 10h12

Fotografia em plano detalhe do vaso encontrado
Fotografia em plano detalhe do vaso encontrado - INRAP

Um vaso raro elaborado durante o final do período romano foi localizado pela equipe do Instituto Nacional Francês de Pesquisa Arqueológica Preventiva no centro da França. A descoberta ocorreu durante uma série de escavações de antigos túmulos em um sítio arqueológico do período gaulês, próximo da igreja Saint-Pierre l'Estrier, na comuna de Autun.

O vaso foi feito com vidro reticulado, sendo o décimo primeiro “vaso diatrético” localizado na história da arqueologia, e o último encontrado na Macedônia do Norte durante a década de 1970, segundo o ArtNews. A nova descoberta foi a primeira do tipo desenterrada em um dos antigos territórios da Gália.

Vista do local da escavação perto de Saint-Pierre l'Estrier em Autun / Crédito: Christophe Fouquin/INRAP

 

O artefato mede 12 centímetros de altura e 16 centímetros de diâmetro, além de contar com uma inscrição em alto-relevo com a frase "Vivas feliciter", traduzido do latim para "viver feliz". Em conferência, o vice-gerente da escavação, Nicolas Tisserand, explicou que, por enquanto, a peça será “mantida longe da luz, em condições drásticas de segurança, antes de ser estudada e meticulosamente restaurada”.

Além do excepcional vaso, os arqueólogos do INRAP localizaram pinos de âmbar, semelhantes a pregos no 43º sarcófago aberto. Itens de ouro, como um par de brincos, um anel e restos de um tecido com fios de ouro preso na tecelagem foram localizados nas escavações.