Notícias » Europa

Pesquisadores encontram restos de ocupação Neolítica em terreno residencial na França

Os arqueólogos acreditam que o local era uma vinícola e surpreende pela rigidez dos materiais usados na construção

Wallacy Ferrari Publicado em 11/07/2020, às 12h35

Arqueóloga analisa um dos edifícios da escavação
Arqueóloga analisa um dos edifícios da escavação - Pascal Druelle / Inrap

Arqueólogos do Inrap realizavam escavações em um terreno que está sendo preparado para receber um conjunto residencial em Belgodère, na França, quando localizaram diversas peças de um habitat do período Neolítico.

Diversos fragmentos relacionados ao período foram encontrados em uma área de 150 metros quadrados, que chega a ter separação de cômodos e nivelamento plano.

Para facilitar as buscas por itens, os pesquisadores separaram os cômodos como edifícios, definindo uma ordem de pesquisa pelo nível que se encontravam.

Imagem aérea capta ação de arqueólogos nos cômodos da ocupação / Crédito: Pascal Druelle / Inrap

 

Nos dois primeiros cômodos, os pesquisadores localizaram ferramentas, como uma ponta de flecha confeccionada com rocha vulcânica. Os três cômodos seguinte sofram mais difíceis de escavar, visto que possuíam uma estrutura rígida.

Compostos de blocos de granitos e com um telhado feito de telhas embrasadas e azulejos característicos do início da época romana, os vestígios mostram rachaduras, mas são encontrados em meio a muitos pregos feitos de ferro e bronze.

Os pesquisadores acreditam que o local recebeu uma vinícola, devido aos itens caros e necessariamente rígidos para proteger a estrutura.