Notícias » Arqueologia

Pesquisadores identificam primeiro capacete viking da Grã-Bretanha

Item do século 10 foi encontrado na década de 1950, mas apenas recentemente foi possível confirmar que se trata de um exemplo muito raro

Isabela Barreiros Publicado em 08/08/2020, às 10h52

O capacete em exibição no museu
O capacete em exibição no museu - Divulgação/Preston Park Museum

Na década de 1950, trabalhadores que estavam instalando novas tubulações de esgoto encontraram, em Chapel Yard, Yarm, no Reino Unido, um capacete muito corroído pelo tempo. Desde 2012, o item foi está em exposição no Preston Park Museum.

Mas apenas recentemente pesquisadores começaram a analisar o objeto para determinar o período histórico em que ele foi usado. A equipe do especialista em conservação de artefatos, Chris Caple, da Universidade de Durham descobriu algo inédito: ele é o primeiro capacete viking já encontrado na Grã-Bretanha.

“Embora haja meia dúzia de capacetes medievais da Grã-Bretanha, os capacetes Sutton Hoo e Coppergate sendo os mais famosos, este é o primeiro capacete anglo-escandinavo (viking) da Grã-Bretanha”, afirmou Caple.

O estudo demorou para ser realizado devido à debilidade do item. Segundo as análises, o capacete estava bem conservado enquanto estava em um local alagado. Quando foi retirado, começou a sofrer com a corrosão. A partir desse exame e a comparação com outras descobertas arqueológicas do mesmo período, foi possível constatar a raridade do objeto.

 “É muito emocionante ter a confirmação de que o capacete Yarm em exibição no Preston Park Museum é um exemplo muito raro de capacete viking e o primeiro a ser encontrado em Grã-Bretanha. O museu está aberto ao público mais uma vez e é ótimo receber os visitantes para ver este fascinante pedaço da história”, disse Jim Beall, membro do gabinete do Conselho de Stockton.