Notícias » Arqueologia

Pesquisadores sugerem que arte pré-histórica mais antiga do mundo foi feita por crianças

Vestígios de hominídeos foram encontrados no alto do planalto tibetano

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 15/09/2021, às 13h38

Vestígios analisados por pesquisadores
Vestígios analisados por pesquisadores - Divulgação/The Conversation/Matthew Bennett

Em um artigo publicado no site The Conversation, cientistas de uma equipe internacional compartilharam conclusões sobre uma nova pesquisa realizada em vestígios deixados por hominídeos em Quesang, no alto do planalto tibetano. O estudo foi liderado por David Zhang, da Universidade de Guangzhou.

Os pesquisadores sugerem que as pegadas e mãos encontradas por eles no local, que foram conservadas por travertino (calcário de água doce) de uma fonte termal, podem ser a arte pré-histórica mais antiga já identificada. Eles ressaltam que a descoberta é classificada como “arte parietal”.

Esse tipo de representação artística consiste em pinturas, desenhos e gravuras que foram preservadas em superfícies rochosas. Geralmente, elas são encontradas em cavernas, mas não foi o caso da pesquisa em questão. 

Análise das pegadas encontradas pelos pesquisadores / Crédito: Divulgação/The Conversation/Matthew Bennett

 

De acordo com as análises realizadas pelos especialistas, o calcário no qual as gravuras foram feitas data do período entre 169 mil a 226 mil a.C., o que o coloca na posição de mais antigo desse tipo, remontando ao Pleistoceno médio. 

Foram identificadas cinco impressões de mãos e cinco pegadas, que parecem ter sido “cuidadosamente colocadas, provavelmente por duas crianças a julgar pelo tamanho dos rastros”, conforme o artigo dos cientistas. Eles acreditam que os pequenos artistas as colocaram deliberadamente durante uma caminhada normal.

A criança responsável pelas pegadas estava na faixa dos sete anos, enquanto a que fez as palmas das mãos no chão tinha por volta de 12 anos, de acordo com análises modernas de crescimento produzidas pela Organização Mundial da Saúde, por exemplo. 

Ainda não é possível saber, no entanto, se as crianças estavam apenas brincando na lama casualmente enquanto esperavam outros membros do grupo que buscavam água na fonte termal ou se tinham a intenção de produzir arte. Também há dúvidas sobre a espécie dos indivíduos em questão.