Notícias » Música

"As pessoas estão percebendo que o Rock é legal", diz Dave Grohl após quebra de guitarra ao vivo

O músico foi perguntado sobre a polêmica apresentação de Phoebe Bridgers no Saturday Night Live

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 21/02/2021, às 09h00

Dave em microfone comentando caso (esq.) e foto de Pheobe (dir.)
Dave em microfone comentando caso (esq.) e foto de Pheobe (dir.) - Divulgação / YouTube / Howard Stern TV

O ex-baterista do Nirvana e atual vocalista do Foo Fighters, Dave Grohl, era o convidado do dia do programa de rádio de Howard Stern e foi perguntado sobre o caso que ocorreu no último sábado, 13, com a cantora Phoebe Bridgers.

A jovem, de 27 anos, foi convidada a se apresentar no humorístico Saturday Night Live e, após o fim da segunda apresentação, destruiu sua guitarra em um monitor de apoio, sendo o assunto mais comentado do Twitter em território norte-americano naquela noite.

Dave não apenas aproveitou a indagação para elogiar a jovem, mas enalteceu que é positivo o destaque que as guitarras voltam a ter após anos ouvindo que o rock "havia morrido” em entrevistas em revistas especializadas.

“Em primeiro lugar — você tem que entender que nos últimos 10 anos, cada entrevista que faço me perguntam: ‘O Rock and Roll está morto? Não existem mais guitarras!’. Então, no ano passado, houve esse retorno ao Rock com guitarra na música popular — tipo, a Miley Cyrus está virando a Joan Jett — você está começando a ver, as pessoas estão percebendo que o Rock ainda é legal”.

Ele acrescentou que acompanhava a transmissão pela televisão junto de sua mãe, que também aprovou a rebeldia, e confirmou que, durante os tempos de Nirvana, fazia o mesmo com as baterias — mas justificou que a grande maioria dos instrumentos eram destruídos pelo vocalista Kurt Cobain.