Notícias » Arqueologia

Pingente de mais de 40 mil anos carrega evidências sobre produção de ‘joias’ antigas

O artefato histórico foi encontrado na caverna de Stajnia, Polônia; confira

Penélope Coelho Publicado em 26/11/2021, às 11h00 - Atualizado às 11h01

Pingente encontrado na Polônia
Pingente encontrado na Polônia - Divulgação/Antonino Vazzana - BONES Lab

Na última quinta-feira, 25, a revista científica Scientific Reports publicou um artigo sobre atualização de um achado impressionante realizado em 2010, na caverna de Stajnia, na Polônia.

Na ocasião, especialistas encontraram um pingente feito a base de marfim de mamute, somente agora, a partir de datação de carbono, os especialistas descobriram a idade do objeto: aproximadamente 41,5 mil anos. As informações são do portal da revista Galileu.

Segundo os envolvidos na pesquisa, a nova evidência ajuda a entender melhor sobre a produção de joias ornamentadas feitas pelo Homo Sapiens.

Com a datação do achado, acredita-se que a produção de tais peças tenha começado dois mil anos antes do que se achava até então.

“Esta joia mostra a grande criatividade e extraordinária habilidade manual dos membros do grupo de Homo sapiens que ocuparam o local”, afirma em comunicado Wioletta Nowaczewska, arqueóloga e pesquisadora da Universidade de Wrocław e coautora do estudo.

Agora dividida em duas partes, a peça apresenta traços de decoração com mais de 50 pontilhados e dois orifícios nas laterais. Seu padrão estético ainda é alvo de estudos.

Confira a pesquisa completa neste link.