Notícias » Brasil

PL expulsa candidato simpatizante do nazismo

O homem conhecido como Professor Wander concorria ao cargo de vereador em Santa Catarina

Redação Publicado em 09/10/2020, às 14h50

Piscina da casa de Wandercy Antônio Pugliesi, com o símbolo de uma suástica desenhado
Piscina da casa de Wandercy Antônio Pugliesi, com o símbolo de uma suástica desenhado - Divulgação / Polícia Civil de Santa Catarina

De acordo com informações divulgadas pela revista Veja, na última quinta-feira, 8, o Partido Liberal decidiu pela expulsão do candidato a vereador de Pomerode, Santa Catarina, Wandercy Antônio Pugliesi, o Professor Wander.

O homem foi retirado do partido já que é simpatizante do nazismo, no ano de 2014, descobriu-se que o político tinha em sua piscina o desenho de uma suástica. Além disso, Pugliesi ainda batizou o filho de Adolf, em homenagem à Hitler.

Em nota oficial o PL afirmou que: “desconhecia a filiação do candidato a vereador da cidade de Pomerode, Professor Wander [...] Por não compactuar ideologicamente com o filiado, o PL encaminhou o desligamento do mesmo. O partido reforça sua firme posição contra todo tipo de apologia à discriminação racial, religiosa e social”, finalizou.

Sabe-se que acordo com o artigo 20 da Lei nº 7.716, de 1989, é proibido “fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo”, o que pode levar a pena de até cinco anos de prisão.