Notícias » Ucrânia

'Plano da Rússia de nos invadir falhou', declara presidente ucraniano

No dia em que o conflito completa um mês, Volodymyr Zelensky convoca o mundo a se ‘levantar contra a guerra’

Redação Publicado em 24/03/2022, às 14h20

Prédio residencial atingido por bombas, em Kiev
Prédio residencial atingido por bombas, em Kiev - Getty Images

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenskydiscursou em um vídeo publicado em sua conta no Telegram nesta quinta-feira, 24, dia em que a guerra do país com a Rússia completa um mês.

No vídeo, o político clamou por uma unidade na Europa e no mundo, pedindo que todos se unissem contra o conflito em apoio à Ucrânia, que foi invadida pelas forças do governo de Vladimir Putin.

"Faz um mês desde que a Rússia invadiu a Ucrânia. Seu plano original de nos invadir falhou", afirmou Zelensky no vídeo, como repercutiu o portal R7.

Ele descreveu os “atos de terror” cometidos pela Rússia em seu território, contra a população ucraniana, que vem tanto denunciando ao longo do último mês, e declarou que a guerra "tenta derrotar a liberdade de todas as pessoas na Europa e o mundo".

"Peço a vocês que se levantem contra a guerra, agora mesmo, 24 de março, um mês após o início da invasão, agora e depois, em apoio à Ucrânia. Deixem-se ver e ouvir. Todos juntos para acabar com a guerra", acrescentou.

De acordo com o presidente ucraniano, o inimigo teria se preparado para o conflito durante anos. Zelensky também pediu ajuda "efetiva e ilimitada" da Otan para impedir que as tropas russas acabem com a Aliança Atlântica, a União Europeia e o G7.

"A Ucrânia nunca ameaçou a segurança da Rússia", completou o político. "Somos pessoas do mundo livre. Devemos forçar a Rússia a buscar a paz", destacou.