Notícias » Geologia

Plataforma interativa permite que internautas explorem continente perdido

De acordo com os cientistas, os mapas ajudam a explicar alguns mistérios sobre a antiga Zelândia

Penélope Coelho Publicado em 23/06/2020, às 10h17

Mapa interativo online da Zelândia
Mapa interativo online da Zelândia - Divulgação / GNS Science

De acordo com um estudo publicado pelo GNS Science, pesquisadores descobriram uma nova forma de esclarecer os enigmas do Tasmantis, continente submerso nos oceanos da Nova Zelândia.

O que os geólogos chamam de "oitavo continente" é um grande mistério até hoje, a Zelândia, ou continente perdido como fora apelidado, possivelmente desapareceu há mais de 85 milhões de anos.

Em 2017, geólogos chegaram à conclusão de que essa enorme massa submersa tinha todos os requisitos para ser classificada como um antigo continente, que acabou sendo afogado.

Os mapas

Durante as inúmeras pesquisas, os estudiosos conseguiram chegar a uma nova plataforma online, onde mapas da Zelândia são reproduzidos com o intuito de esclarecer questões sobre essa região misteriosa, para pessoas comuns e interessadas na geologia do mundo.

Através do site é possível navegar pelas origens tectônicas do local, além disso, o internauta encontra explicações descomplicadas sobre os vulcões, as bacias sedimentares e outras características típicas da geologia da Nova Zelândia.

Pessoas de qualquer parte do mundo podem ter acesso a informações sobre a costa subaquática da região. A interface usa uma tecnologia de ponta feita a partir de um projeto chamado Seabed2030 — que visa mapear os oceanos de todo mundo até 2030.

"Fizemos esses mapas para fornecer uma imagem precisa, completa e atualizada da geologia da área da Nova Zelândia e do sudoeste do Pacífico”, afirma Dr. Nick Mortimer, principal autor da pesquisa, em comunicado para a imprensa.