Notícias » Rússia

Poeira radioativa foi erguida por tropas russas em Chernobyl, alegam funcionários

Um comboio de veículos militares da Rússia teria sido responsável por levantar uma 'grande coluna de poeira’ com altos níveis de radiação

Redação Publicado em 29/03/2022, às 09h40

Seção abandonada do vilarejo que ficava em volta de Chernobyl
Seção abandonada do vilarejo que ficava em volta de Chernobyl - Getty Images

Funcionários da usina nuclear de Chernobyl informaram que tropas russas sob controle do local foram responsáveis por erguer nuvens de poeira radioativa ao passarem por uma área altamente tóxica conhecida como Floresta Vermelha em veículos militares blindados.

Segundo informaram os trabalhadores à agência de notícias Reuters, os soldados russos que estavam no comboio não estavam usando equipamentos de segurança contra radiação, o que um deles considerou como um ato “suicida”, já que eles provavelmente sofrerão com uma radiação interna em seus corpos.

"Um grande comboio de veículos militares passou pela estrada que fica por trás das nossas instalações, e essa estrada passa pela Floresta Vermelha", afirmou uma das fontes. "O comboio levantou uma grande coluna de poeira. Muitos sensores de radiação mostraram níveis altos".

Eles afirmaram ainda que os militares russos passaram por dentro da área, por meio de uma estrada abandonada. A Floresta Vermelha, onde o comboio passou, é a área de maior contaminação radioativa ao redor de Chernobyl, situada a cerca de 100 km de Kiev, capital ucraniana.

A invasão das forças de Vladimir Putin à região da usina nuclear já havia sido revelada quando a agência reguladora da questão nuclear da Ucrânia divulgou a informação em 25 de fevereiro, mas os detalhes sobre como os níveis de radiação haviam aumentado ainda não estavam claros.