Notícias » Europa

Polícia alemã oferece recompensa milionária por joias do século 18 roubadas

Equivalente a 2,3 milhões de reais, prêmio será dado a quem oferecer pistas que levem à captura dos assaltantes

Joseane Pereira Publicado em 29/11/2019, às 08h00

Fachada do Gruenes Gewoelbe, assaltado na segunda feira (25)
Fachada do Gruenes Gewoelbe, assaltado na segunda feira (25) - Getty Images

A polícia da Alemanha ofereceu uma recompensa de 500 mil euros nesta quinta-feira (28) por informações que auxiliem na recuperação de joias roubadas do Museu Gruenes Gewoelbe, em Dresden. Durante o ataque, ocorrido na segunda-feira (25), assaltantes levaram joias do século 18 e fugiram sem deixar rastros.

Interior do Museu Gruenes Gewoelbe/ Crédito: Getty Images

 

“Ao oferecer uma recompensa de meio milhão de euros por pistas que levem à captura dos agressores que invadiram o Gruenes Gewoelbe em Dresden na segunda-feira, os investigadores estão dando um passo importante para recuperar os itens roubados e capturar os responsáveis”, afirmaram Horst Kretzschmar, chefe da polícia da Saxônia, e o promotor Klaus Roevekamp. “Não vamos parar até resolver este caso”.

A caixa dada pelo imperador José I à sua filha Maria Josepha, no ano de 1719, compunha o acervo / Crédito: Getty Images

 

O Museu de Gruenes Gewoelbe conserva uma das maiores coleções de tesouros da Europa. Imagens de segurança mostraram dois homens entrando pela janela do local, e quebrando um armário contendo joias. Segundo especialistas, o valor cultural dos três conjuntos do século 18 que foram roubados é maior que o valor de mercado.

Gancho de cabelo Maria Josephas com diamante, 1713 / Crédito: Getty Images

 

Entre as pistas significativas sobre o caso, a polícia possui apenas um carro queimado, que foi utilizado na fuga. Após comunicar a recompensa, as autoridades receberam da população 342 possíveis pistas, incluindo fotografias e vídeos, que serão analisados minuciosamente.