Notícias » Crimes

Polícia Civil do RJ se une a força do Paraguai para prender fornecedor de armas e drogas

Identificado como turco, o suspeito já havia participado de uma grande ação em janeiro de 2020

Redação Publicado em 16/02/2021, às 11h25

Turco sendo preso por equipe fluminense
Turco sendo preso por equipe fluminense - Divulgação / Polícia Civil

Em ação conjunta, a Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) do Paraguai e a Polícia Civil do Rio de Janeiro uniu forças para prender Rodrigo Braga, 34, conhecido como ‘Turco’, no Paraguai.

O homem é apontado como o principal fornecedor de drogas e armas para facções que dominam o tráfico fluminense.

Durante a prisão, o acusado apresentou documentos falsos aos policiais, sob o nome de Gabriel Mendes da Silva — contudo, o sistema de comparações de digitais do Centro Integrado de Operações de Fronteira (Ciof), do Ministério da Justiça, apontou sua verdadeira identidade, confirmando a prisão em Assunção.

De acordo com a UOL, Turco foi preso em uma mansão avaliada em R$ 2,5 milhões, apreendendo também uma arma, munições para pistola, um fuzil, alguns celulares e um computado.

Todos os itens ficaram custodiados junto ao criminoso na capital paraguaia, visto que o criminoso havia fugido de uma cadeia no município de Pedro Juan Caballero, em janeiro de 2020.

Em nota, a Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme) esclareceu que Turco tem ligação direta com Ricardo Luiz Picolotto Pedroso da Silva, apelidado como R7: "R7 é um traficante violento e metódico e ainda pouco conhecido das polícias brasileiras, mas é o líder de uma nova facção autointitulada "Os Manos" que possui estreita ligação com o PCC”.