Notícias » Crimes

Polícia do Rio prende alemão acusado de produzir pornografia infantil

Morando no Brasil desde 1980, Klaus Berno Fischer tinha um estúdio na própria casa, onde filmava e vendia os conteúdos ilícitos

Pamela Malva Publicado em 15/08/2020, às 10h40

Imagem meramente ilustrativa de urso de pelúcia
Imagem meramente ilustrativa de urso de pelúcia - Divulgação/Pixabay

Na noite de quinta-feira, 13, o alemão Klaus Berno Fischer, de 73 anos, foi preso por produzir e vender conteúdo de pornografia infantil, no Rio de Janeiro. Ele foi capturado pela polícia no sítio onde se escondia, em Santíssimo, na Zona Oeste do estado.

Quando foi abordado, o homem tentou fugir, mas acabou caindo e, assim, machucou o próprio rosto. Segundo os agentes, Fischer estava escondido no sítio após abandonar sua casa em Seropédica, na Baixada Fluminense, onde ele produzia a pornografia.

Mugshot de Klaus Berno Fischer, acusado de produzir e vender pornografia infantil / Crédito: Divulgação

 

No local onde o criminoso morava, a polícia encontrou diversos objetos infantis, como uma gangorra, balanços, balões e peças de roupas. Além dos brinquedos, no entanto, também foram identificados itens de conotação sexual, como algemas e fantasias.

A operação só foi possível graças a denúncia feita pelas mães de duas vítimas do alemão, sendo a mais nova uma menina de 5 anos. Segundo as testemunhas, Fischer gravava o conteúdo pornográfico para vendê-lo na internet.

Um dos quartos onde o acusado produzia os vídeos de pornografia infantil / Crédito: Divulgação

 

Dentro de uma parede falsa na casa em Seropédica, os investigadores identificaram 30 mil arquivos criptografados que continham imagens de pornografia infantil. Segundo se acredita, muitos foram vendidos pelo criminoso para a Alemanha.

Fischer veio para o Brasil em meados da década de 1980 e é dono de uma agência de turismo em Copacabana. Agora, os oficiais buscam por mais provas contra o criminoso e investigam a ligação entre a agência do homem e uma possível rede de turismo sexual de crianças e adolescentes.