Notícias » Brasil

Polícia Federal reabre inquérito sobre facada que Bolsonaro recebeu durante campanha presidencial

Com a decisão, serão analisados novos dados sobre o caso que ocorreu em 2018; entenda

Redação Publicado em 26/11/2021, às 09h35

Bolsonaro, em comício no dia 6 de setembro de 2018
Bolsonaro, em comício no dia 6 de setembro de 2018 - Divulgação/Youtube/RedeTV

Na última quinta-feira, 25, foi divulgado pela Polícia Federal que o inquérito a respeito da facada que o presidente Jair Bolsonaro recebeu durante campanha, em 2018, será reaberto.

A decisão acontece para que o celular do advogado do investigado, Adélio Bispo, seja analisado. O Tribunal Federal autorizou que dados do aparelho de Zanone Manuel de Oliveira Júnior sejam analisados.

De acordo com informações publicadas pelo portal de notícias g1, a defesa de Bolsonaro alega a necessidade de análise no material para entender se de fato Adélio agiu sozinho, ou, se o crime teve algum mandante e financiamento.

Com a decisão, imagens do circuito interno do escritório de Zanone serão investigadas pelas autoridades, além disso, o inquérito também deve contar com informações fiscais do advogado.

Sabe-se que em 6 de setembro de 2018 Adélio Bispo atingiu o então deputado federal com uma faca, durante comício que promovia campanha eleitoral de Bolsonaropara presidência do país, gerando grande repercussão.