Notícias » Arte

Polícia grega encontra obras de Picasso e Mondrian perdidas há 9 anos

Ambas as pinturas foram roubadas da Galeria Nacional da Grécia, em meados de 2012

Pamela Malva Publicado em 30/06/2021, às 16h30

Imagem das pinturas encontradas
Imagem das pinturas encontradas - Divulgação/ Vídeo/ G1

Em meados de 2012, ladrões invadiram a Galeria Nacional da Grécia e roubaram uma tela de Pablo Picasso e outra do holandês Piet Mondrian. Nesta segunda-feira, 28, então, a polícia grega finalmente anunciou a recuperação das obras, após 9 anos de mistério.

No dia do roubo, a gangue responsável pelo saque acionou os alarmes da galeria diversas vezes, para tentar despistar os seguranças. Eventualmente, um dos guardas desligou o sistema de segurança. Mais tarde, foi possível acompanhar o momento em que os ladrões entraram no prédio, durante a madrugada.

Naquela mesma noite, os bandidos roubaram a tela 'Cabeça de Mulher', doada por Picasso em 1949, e a pintura 'Moinho', criada por Mondrian em 1905. Em seguida, um dos ladrões ainda derrubou mais uma obra do pintor holandês, também feita em 1905.

Em comunicado à imprensa, a polícia grega anunciou que descobriu ambas as pinturas escondidas em um desfiladeiro na região de Atenas. Segundo uma autoridade policial, que preferiu não se identificar, um homem foi preso no decorrer do caso.