Notícias » Europa

Polícia investiga ativistas antivacina que queriam assassinar governador da Saxônia

Autoridades do país começaram a fazer buscas na última quarta-feira, 15

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 16/12/2021, às 14h56

Polícia alemã nas ruas durante novembro de 2021
Polícia alemã nas ruas durante novembro de 2021 - Getty Images

As autoridades alemãs começaram buscas por militantes antivacina radicais que ameaçaram assassinar o governador da Saxônia,Michael Kretschmer, e outros políticos na última quarta-feira, 15. 

A polícia estadual da Saxônia buscou pelos extremistas a partir de cinco pontos da cidade de Dresden e uma propriedade em Heidenau, um município vizinho.

As autoridades disseram, por meio das redes sociais, que os integrantes do grupo radical chamado Dresden Offlinevernetzung (Rede Off-line de Dresden) indicaram que possuíam armas.

Já havia sido anunciado durante a semana passada que a polícia alemã iria investigar ameaças “críveis” contra Kretschmer, que governa o estado com a menor taxa de vacinação contra covid-19 na Alemanha. 

Dados da operação da última quarta-feira, 15, ainda não foram divulgados pelas autoridades alemãs ou pelas forças especiais, que também participaram do processo. Segundo o portal de notícias O Globo, não se sabe se militantes foram presos.

Na Saxônia, apenas 59,1% da população está totalmente vacinada, e ela é a única região alemã que ainda não chegou a 60%. No panorama geral, 69,06% dos alemães tomaram as duas doses necessárias da vacina contra o coronavírus.