Notícias » Crimes

Policiais encontram órgão genital decepado em casa de homem suspeito de canibalismo, afirma jornal

Na Sibéria, o cidadão foi acusado de ter matado três homens; esqueletos de duas das vítimas estavam no porão do indivíduo

Vanessa Centamori Publicado em 23/04/2020, às 11h13

Imagem ilustrativa de homem andando
Imagem ilustrativa de homem andando - Pixabay

Segundo informações do tablóide The Sun, na última segunda-feira, 20, no vilarejo de Severnoye, Sibéria, um homem foi preso por suspeita de ter cometido três homicídios, após policiais encontrarem um pênis mutilado de um homem desaparecido, no banheiro externo de seu quintal . 

Policiais russos estão investigando se Viktor Zakharov, de 66 anos, comeu os corpos das vítimas. Além do órgão genital, também foram encontrados esqueletos na propriedade do suspeito. 

A investigação começou após a esposa de Petr Lysyany, de 36 anos, reportar o seu sumiço. A bicicleta de Lysyany foi encontrada próxima à casa do suposto canibal. Zakharov admitiu estar bebendo com o desaparecido dias antes e afirmou à polícia que Lysyany voltou para casa bêbado. 

Machado encontrado na casa do suspeito, que teria o utilizado nos crimes / Crédito: Divulgação / Infocentro da Região de Novosibirsk

 

De acordo com o jornal local Komsomolskaya Pravda, após ouvirem isso, os policiais encontraram o pênis decepado e os restos mortais. “No porão, eles removeram o piso da tábua e encontraram dois esqueletos. Um dos mortos foi identificado por um alfinete na perna", contou um dos oficiais. "Este homem desapareceu há pouco mais de um ano."

A polícia nomeou as outras duas vítimas como Viktor Dryumov, 63 anos, desaparecido em março, e Sergey Tikhonov, 53.  Zakharov confessou os assassinatos e disse que usou um machado para desmembrar os corpos.

Anteriormente, o homem já havia cumprido uma sentença de 15 anos pelo assassinato de sua irmã em 1991. Além disso, já tinha sido interrogado pelo desaparecimento de Dryumov e Tikhonov.