Notícias » Bizarro

Policiais são feridos por picadas em protesto de criadores de abelhas no Chile

Em frente a sede da Presidência da República, os apicultores instalaram 60 colmeias, com aproximadamente 10 mil abelhas

Wallacy Ferrari Publicado em 04/01/2022, às 10h49

Policiais levam caixas com abelhas para caminhão
Policiais levam caixas com abelhas para caminhão - Divulgação / YouTube / Reuters

Quatro manifestantes chilenos foram detidos após causar um tumulto responsável por ferir sete policiais com picadas de abelha durante um protesto de apicultores, realizado em frente ao palácio da Presidência da República do Chile na última segunda-feira, 3, ao instalarem 60 colmeias na avenida que dá acesso a residência oficial.

Cobrando ações de amparo aos produtores em a persistente seca que atinge o país, eles bloquearam a via com as caixas de abelha, contendo aproximadamente 10 mil unidades do animal, pondo em risco os agentes de segurança que combatiam a paralização e interrompendo o trânsito local.

Os ferimentos dos oficiais ocorreram enquanto tentaram manipular as colmeias que ocupavam a via pública sem utilizarem equipamentos apropriados, de maneira a dispersar os manifestantes de frente ao palácio de La Moneda. Um dos protestantes, identificado como José Iturra, deu detalhes sobre os problemas da seca aos apicultores.

De acordo com a CNN Brasil, ele cultiva a população local da espécie em Colina, ao norte de Santiago, enaltecendo a atuação do animal para a regulagem da fauna e flora regional: “As abelhas estão morrendo com a seca. [...] Elas têm uma importância global. Se morrerem, não haverá vida aqui”, acrescentou.