Notícias » Crime

Policiais são suspeitos de executar dois homens dentro de carro, na Zona Sul de SP

Os corpos foram encontrados com mais de 50 perfurações por balas

Redação Publicado em 14/06/2021, às 12h04

Na imagem, policiais atiram contra dois homens que estavam dentro de um carro
Na imagem, policiais atiram contra dois homens que estavam dentro de um carro - Divulgação/G1

No último domingo, 13, dois policiais militares foram presos por suspeita de executar dois homens dentro de um carro na Zona Sul de São Paulo, na quarta-feira, 9.

Segundo o G1, as vítimas eram suspeitas de assalto. No entanto, conforme confirmaram os próprios agentes, elas não atiraram contra as autoridades.

Um vídeo, que circula nas redes sociais, mostra o exato momento em que os policiais se aproximam de um veículo branco e atiram diversas vezes. Foi por meio destas imagens que a Justiça Militar chegou até os suspeitos, identificados como André Chaves da Silva , um sargento, e o soldado Danilton Silveira da Silva, ambos do 1º Batalhão da Polícia Militar (BPM). 

Em seus depoimentos, os agentes, que se encontram detidos no Presídio Militar Romão Gomes, na Zona Norte da capital, alegaram ter atirado porque os homens presentes no carro estavam armados e teriam resistido à abordagem policial. Um deles, inclusive, teria tentado atirar, mas o tiro não saiu.

Conforme as informações divulgadas, as vítimas não possuíam passagem criminal e aparecem como 'pardos' no boletim de ocorrência.

Um deles se chamava Felipe Barbosa da Silva, tinha 23 anos e teve 27 perfurações de balas. Ele portaria, segundo os PMs que atiraram, um revólver calibre 38 com numeração raspada.

O segundo, Vinicius Alves Procópio, era um estudante de 19 anos e sofreu 23 lesões. Segundo os dois policiais, Vinicius teria em mãos um revólver calibre 32, com o qual tentou atirar contra os agentes.