Notícias » Brasil

Policial de SC que comete racismo em vídeo está sendo investigado pela PM

Homem admitiu ser racista e ofendeu uma mulher e o filho dela

Redação Publicado em 20/09/2021, às 13h40

Vídeo mostra policial de SC
Vídeo mostra policial de SC - Divulgação

Um sargento da reserva da Polícia Militar de Santa Catarina será investigado pela Polícia Civil devido a um vídeo que começou a circular na internet na última sexta-feira, 17. O policial militar é registrado fazendo ataques racistas a uma mulher e ao filho dela.

De acordo com informações publicadas pelo portal G1, trata-se de Hélio Martins, de 57 anos, policial militar da reserva que mora em São Ludgero, no Sul catarinense, que deverá ser investigado pela Polícia Civil e a Corregedoria da PM.

O vídeo causou revolta nas redes sociais. Nele, é possível ver o homem discutindo com uma mulher que não aparece na gravação. O policial diz “teu filho é um maldito de um negro desgraçado, que é pirracento".

É possível ouvir a mulher perguntando "por que você tem tanto ódio de gente morena?" e ele responde:

"Porque eu tenho ódio, porque eu sou racista, porque eu não suporto negro! Eu tenho amigo negro, mas é amigo decente, não essa negrada do c... que é 'marrenta' que nem tu".

Ela também diz: “Você não bata em mim". O homem então tira o chinelo do pé e a ameaça: "Quer ver? Fala de novo! Fala de novo, sua macaca do c...!". Depois, afasta-se, joga o chinelo no chão e diz: "demônio, desgraçada".

A Polícia Militar de Santa Catarina declarou em comunicado que repudia “toda e qualquer tipo de violência contra a mulher ou vulnerável, bem como qualquer tipo de racismo" e que a situação será investigada "com rigor por todos os processos legais".