Notícias » Europa

Polônia invadiu a República Tcheca por acidente, afirma Ministério da Defesa

Em um episódio declarado como "mal-entendido", tropas do país ocuparam um posto de fronteira e impediram cidadãos tchecos de circularem no próprio território

André Nogueira Publicado em 15/06/2020, às 06h00 - Atualizado às 07h27

Tanque do Exército da Polônia (ilustrativo)
Tanque do Exército da Polônia (ilustrativo) - Wikimedia Commons

O Ministério da Defesa Polonês admitiu essa semana que invadiu brevemente o território da República Tcheca, num, segundo o país, “mal-entendido”. Aparentemente, tropas de fronteira em uma ação de defesa por conta do coronavírus assumiram uma posição defensiva numa capela do lado tcheco da fronteira, permanecendo lá por dias.

Os soldados teriam impedido a passagem de vários cidadãos tchecos no local, pensando estarem em território polonês. Com o ocorrido, autoridades do país entraram em contato com Varsóvia para explicações, elucidando a situação para ambos os países. Segundo a Polônia, tudo foi um grande erro, mas o Ministério de Relações Exteriores da República Tcheca alegou não ter recebido explicações oficiais.

O incidente ocorreu na região da Morávia, que se estende como Silésia até o território tcheco, historicamente. O fato apareceu pela primeira vez num pequeno jornal chamado Denik, depois que um engenheiro foi impedido de entrar para obras na capela em questão. Homens armados com metralhadoras impediram o cidadão e o jornal de entrarem no local

"Um soldado vestido com o uniforme de um estado estrangeiro e carregando uma submetralhadora começou a me dar ordens. Foi uma experiência aterradora", disse Ivo Dokoupil, coordenador de uma agencia ambiental tcheca que realizaria atividades no local, ao Denik. "Eles não me deixaram chegar a menos de 10 metros."

Logo após um contingente tcheco foi levado ao local e obrigou a desocupação da tropa polonesa. "A colocação do posto de fronteira foi resultado de mal-entendido, não de um ato deliberado. Foi corrigido imediatamente e o caso foi resolvido - também pelo lado tcheco", disse o Ministério da Defesa polonês à CNN.