Notícias » Brasil

População de lobos-guará aumenta na Amazônia e preocupa cientistas

Segundo novo estudo, a expansão desses animais mostra como os humanos estão interferindo diretamente na fauna da região

Pamela Malva Publicado em 20/11/2020, às 08h56

Imagem ilustrativa de um lobo-guará
Imagem ilustrativa de um lobo-guará - Wikimedia Commons

Conduzido por pesquisadores do Mato Grosso, Amazonas e Rondônia, um novo estudo indica que a população de lobos-guará está “passando por um processo de expansão da distribuição”. Assim, eles já circulam na Floresta Amazônica, segundo noticiado pelo UOL.

De acordo com os cientistas, contudo, o aumento de registros desses animais no bioma não é muito positivo — foram 22 desses animais reportados nas últimas duas décadas. Isso porque, como os lobos-guará são naturais das savanas da América do Sul, sua presença em outros ambientes comprova que alguma coisa mudou na região.

Nesse sentido, os pesquisadores acreditam que a interferência humana no Cerrado causou severas modificações no espaço nos últimos 50 anos. Ainda assim, especialistas afirmam que a presença dos lobos-guará ainda não é alarmante, já que foram registros pontuais, ao contrário das populações estabelecidas na Mata Atlântica.

Atualmente, estima-se que existam apenas 24 mil lobos-guará no Brasil, o que os garante a situação de "vulnerável", segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Ao mesmo tempo, seu principal habitat, o Cerrado, perdeu cerca de 28,5 milhões de hectares de sua vegetação entre os anos de 1985 e 2019.

Sobre o lobo-guará

Essa espécie de lobos é a única que vive na América do Sul e pode ser encontrada na Argentina, Bolívia, Peru e, principalmente, no Brasil. Esse animal mede, em média, 1,20 metro, e pode pesar até 30 quilos, vivendo aproximadamente 15 anos.

O lobo-guará é conhecido por se alimentar de pequenos animais, como roedores e tatus, além de frutos variados. Considera-se que a espécie seja praticamente inofensiva aos seres humanos,  já que esse animal prefere se manter distante das pessoas.

Diferentemente de outras espécies de lobos, o guará é tímido, vive sozinho e só costuma procurar companhia na época da reprodução. A gestação dura em média dois meses e é comum que venham dois filhotes por vez.